29/03/2015

Como fazer pra se proteger de energias negativas no dia-a-dia (tais como inveja, raiva, rancor) .



Se as energias negativas se instalam numa casa, os moradores podem ficar irritados, sonolentos, brigam por qualquer motivo e podem até adoecer. Os aparelhos domésticos quebram com frequência, acontecem pequenos acidentes.
Deixo aqui algumas dicas que podem ser muito úteis.
– A primeira e a mais importantes de todas: evitar falar dos projetos ainda por realizar. Parar de contar vantagem. Aliás, falar pouco sobre si mesmo é essencial (uma das grandes lições que tenho aprendido).
– É importante também escolher as companhias e as amizades. Não abra a porta de sua casa para qualquer um. Se você percebeu que determinada pessoa é negativa, está sempre se queixando da vida, reclamando de tudo, evite a sua companhia.
– Cristais podem ser imantados e programados para proteção. Podemos levá-los no bolso, na bolsa ou em forma de jóias. Veja como programar um cristal aqui. Quartzo branco, ônix, turmalina e hematita são as mais utilizadas.
– O Feng Shui recomenda que coloquemos um Bagua, de preferência com espelho convexo no centro, na porta de entrada de nossa casa. Deve ser posicionado pelo lado de fora, em cima da porta. É por esta porta que a energia Shi vai entrar. Havendo mais de uma entrada na casa, faça o mesmo em todas elas.
– Plantas e flores absorvem energias negativas. Principalmente as de proteção, que podem ser plantadas no vaso ou no jardim: arruda, alecrim, espada-de-são-jorge, guiné, pimenteira, comigo-ninguém-pode e manjericão.
– Cães e gatos também são ótimos protetores, que absorvem e transmutam as energias negativas do ambiente.
– Sal grosso é excelente pra absorver energias também. Uma dica ótima é colocar um punhado na máquina de lavar pra descarregar as roupas. Um copo de água com sal grosso embaixo da cama quando for dormir também é recomendável. Banho com sal grosso só deve ser usado em casos emergenciais, pois absorvem todas as energias da nossa aura, tanto as boas quanto as ruins.
– Tomar passe num Centro Espírita ou de Umbanda é altamente eficaz. Aliás, é fundamental estar em dia com a espiritualidade, orar sempre, etc, etc. De nada adianta ir tomar um passe, depois sair fazendo tudo errado de novo, né?
– Podemos invocar a força do Arcanjo Miguel e toda a sua legião sempre que precisarmos. Veja neste post aqui indicações retiradas do livro “O QUE É CORPO DE LUZ” sobre como formar uma rede de proteção.
– As Mandalas também oferecem proteção, principalmente as de tons violeta. Não apenas protegem, mas também transmutam e equilibram as energias do ambiente.
Créditos ao Blog:  marcelodalla.com


20/03/2015

Dez coisas que levei anos para aprender...


1. Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom ou empregado, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção, nunca falha). 


2. As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas. (Está cheio de gente querendo te converter!).

3. Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance. (Na maioria das vezes quem está te olhando também não sabe! Ta valendo!).


4. A força mais destrutiva do universo é a fofoca. (Deus deu 24 horas em cada dia para cada um cuidar da sua vida e tem gente que insiste em fazer hora-extra!).


5. Não confunda sua carreira com sua vida. (Aprenda a fazer escolhas!).


6. Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite. (Quem escreveu deve ter conhecimento de causa!).


7. Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria 'reuniões'. (Onde ninguém se entende.....)


8. Há uma linha muito tênue entre 'hobby' e 'doença mental'. (Ouvir música é hobby... No volume máximo às sete da manhã pode ser doença mental!). 


9. Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito (Que bom!)


10. Lembre-se: nem sempre os profissionais são os melhores. Um amador construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic. (É Verdade!).

Desconheço o autor...


Uma última, mas não menos sábia.



'Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra.' 
William Shakespeare -

19/03/2015

Beliefs! Como se sentir mais motivado...



Mude sua forma de pensar...  

Ter um objetivo a ser alcançado é sempre importante para  manter-­se motivado.  



Algumas atitudes também contribuem para uma maior motivação pessoal.




Algumas dicas para alcançar objetivos e driblar problemas:

1. Acredite em você

Antes de tudo, acredite em si mesmo. Só é possível desenvolver um bom trabalho e atingir metas se tiver compreensão e clareza sobre a sua capacidade de realização.

2. Tenha sonhos

O que mantém uma pessoa motivada são seus sonhos. Eles são o combustível para a busca dos objetivos. Reflita sobre sua vida e observe se seus sonhos estão em primeiro plano e se você está lutando por eles.

3. Não desista de lutar

Por mais que a batalha seja árdua, não fuja dos desafios. Portanto, supere o medo e as incertezas. Para conseguir ultrapassar barreiras, o conhecimento e a preparação são essenciais na conclusão das grandes etapas de seus projetos. Sendo assim, arrisque e esteja sempre consciente da sua competência.

4. Aprenda com os erros

Os erros tornam o indivíduo mais experiente e atento com relação a novas situações, fazendo com que essa experiência se converta em aprendizado. Portanto, não se bloqueie diante de uma falha, mantenha o foco e siga em frente.

5.  Realize atividades que fazem você feliz

A melhor maneira de driblar a falta de motivação é fazer coisas que proporcionem bem­-estar. Faça uma lista de atividades que você gostaria de realizar e comece a praticá­las. Você vai perceber que, aos poucos, se sentirá mais motivado e determinado a realizar todas as suas tarefas com o mesmo ânimo e excelência.

6. Pense positivo

Ser otimista e encarar os desafios com firmeza e disposição contribui para que boa parte da jornada seja percorrida. Dessa forma, procure direcionar suas atitudes e perspectiva para os pontos positivos, fazendo do pessimismo uma palavra inutilizada em seu vocabulário.

7. Estabeleça metas

Pensar positivo e sentir-se bem são impulsionadores para que a motivação esteja presente, porém é preciso colocar em práticas tais emoções. Para que isso seja possível, relacione suas prioridades, bem como as tarefas e os respectivos prazos. Não esqueça de  colocá-los em sistema de passos, para que você perceba a evolução a cada tarefa cumprida. Assim, será mais fácil visualizar tudo que precisa ser feito.

8. Reclamações só bloqueiam sua motivação

Reclamar da situação não vai resolver o problema. O primeiro passo para a solução, é optar pela mudança de comportamento, analisando o que está errado e quais são as alternativas para solucionar a questão. Externar as dificuldades só atrasará você de reverter esse quadro.

9. Reflita

Reserve  tempo para refletir sobre atitudes, conquistas e fracassos. Essa análise é crucial para que você possa constatar se os seus objetivos estão alinhados com as suas ações, de forma que você possa redirecionar seus esforços para o que realmente almeja.

10.Comemore as conquistas

É importante ter a consciência dos resultados obtidos. Assim sendo, celebre suas vitórias e permita que a sensação de dever cumprido e metas alcançadas permeiem em seu ser.

------------------------------------------

As nossas crenças determinam as nossas escolhas, seja o automóvel, o clube, a formação acadêmica ou o tipo de trabalho. As respostas obtidas sobre as nossas crenças iluminam as alternativas e dão a solução para o bem-estar! "

------------------------------------------

P.S : Desconheço o autor do texto acima.



18/03/2015

#Thor - nosso BB e seu amigo Arthur - amor que nunca vi igual.

Amor que não se mede...  Amor que eu nunca vi igual... Amor que não se repete... Amor.





14/03/2015

10 Dicas Para Você Ficar Mais Inteligente.



No nosso dia a dia podemos sim criar alguns hábitos que com o tempo nos deixará mais inteligentes. São coisas simples, mas que exigem – para algumas pessoas – um grande esforço. Se você quer saber o que pode fazer para ficar mais inteligente, aí vão algumas dicas.

1. Anote o que você aprende

Ao longo do dia nós aprendemos coisas novas. Eu sei que são muitas informações; mas, você pode focar em uma ou duas coisas que achou interessante e anotá-las em uma folha de papel (em um caderno de anotações). Não anote em seu smartphone, tablet ou computador. Crie o hábito de escrever essas novidades à mão. O fato de você escrever o que aprende faz com seu cérebro ative algumas áreas que processarão, organizarão e memorizarão essa novidade de modo mais dinâmico. Quando fazemos as anotações em um gadget, essas área do cérebro que auxiliam no aprendizado não são ativadas e, portanto, o aprendizado não acontece de modo – digamos! – mais dinâmico.

2. Faça caça-palavras, palavras-cruzadas, criptogramas, jogos de lógica, etc.

Sabe aquelas revistinhas da Coquetel? Nas bancas de revistas há um monte delas! Pois é! Que tal comprar algumas e começar a fazer as atividades lá? Elas são bem baratinhas e não pesaram em seu orçamento! Fazer jogos como caça-palavras, palavras cruzadas, criptogramas e outros do tipo ajuda você a desenvolver o seu vocabulário e até mesmo a conhecer coisas que não sabia sobre os mais variados assuntos. É incrível o que dá para aprender com esses tipos de passatempos. Se você fizer jogos de lógica então, a sua inteligência se desenvolverá muito mais. Esses jogos de lógica fazem você usar a cabeça e assim, mais uma vez, ativar área do cérebro que podem estar desativadas há algum tempo. No começo pode parecer chato, difícil, complicado, estranho… Bom! No começo a sensação é essa mesma, mas persista! Em pouco tempo você perceberá os resultados.

3. Leia muito

Com que frequência você lê livros? Não estou me referindo a ler livros na internet, mas sim a ler texto em papel impresso. O fato de você ter contato com o papel, passar as páginas, sentir o “texto” em suas mãos também estimula áreas do cérebro que deixarão você mais inteligente. O que ler depende de você. Se você gosta de livros de ficção, então leia livros de ficção. Se você curte livros de autoajuda, então leia livros de autoajuda. Enfim, não importa o seu gosto, o importante é ler.

4. Explique as coisas aos outros

Quando tiver a oportunidade, explique algo às demais pessoas. Cuidado! Seja muito cauteloso nessa parte! Se você exagerar, as pessoas poderão te achar um chato, um irritante, um metido a sabichão. Não é isso o que você quer! Portanto, explique com humildade e sempre que a situação permitir que isso aconteça. Quando você explica algo para alguém, você faz com que aquele conhecimento sendo explicado fique ainda mais internalizado em sua memória. Além disso, o cérebro precisará encontrar maneiras diferentes para explicar o tópico de maneiras diferentes para pessoas diferentes. Isso ajuda e muito no desenvolvimento de sua inteligência.

5. Aprenda um novo idioma

Dedique-se ao aprendizado de uma nova língua. Você não precisa ser um expert no idioma. A ideia aqui é dar ao cérebro a possibilidade de ver o mundo de uma maneira diferente. Sem contar que ao aprender um novo idioma, você precisará usar a sua língua nativa para comparar com a língua sendo aprendida. Não aprenda por obrigação! O legal é aprender por diversão; ou seja, apenas para passar o tempo. Enquanto você se diverte, seu cérebro vai fazendo musculação e ficando, claro, mais inteligente. Se quiser o site Inglês na Ponta da Língua ajudará você a aprender inglês sem complicações.

6. Crie uma lista de coisas que já fez

As pessoas geralmente fazem uma lista de coisas a fazer. Isso é legal! Serve para lembrá-las o que devem fazer em um dia, uma semana, mês. Enfim, você sabe do que estou falando. Então, que tal mudar isso um pouco e começar a fazer uma lista de coisas que você já fez? Isso pode parecer estranho, mas a ideia é que ao fazer uma lista de coisas que você fez algumas sensações são experimentadas. Essas sensações por sua vez ativam alguns neurônios que fortalecerão o seu cérebro. Sua autoconfiança, por exemplo, será reforçada ao se lembrar de algo que você fez e obteve resultado. Você terá de puxar pela memória como fez determinadas coisas. Quando você pensar, mesmo que de relance, nas coisas que fez e como eventualmente fez, você estará ajudando seu cérebro a rever/reviver certos processos. Isso sem dúvida estimulará outras áreas do cérebro que ajudarão você a ficar mais inteligente.

7. Tenha amigos mais inteligentes que você

Isso pode ser um banho de água fria na sua autoestima, mas andar com pessoas mais inteligentes que você é uma maneira inteligente de desenvolver a sua inteligência. Pessoas mais inteligentes costumam fazer isso que estou escrevendo aqui; portanto, você aprenderá muito mais com elas. Não se afaste das pessoas mais inteligentes que você. Isso é burrice!

8. Faça algo novo, diferente

Pense em algo que você não faz com frequência, mas que pode parecer interessante fazer. Sei lá! Que tal fazer um curso de fotografia? Ou quem sabe um curso de caligrafia? Pode ser também um esporte diferente: vôlei, corrida, futebol, basquetebol, ciclismo, natação… Não importa! A ideia é fazer algo diferente, algo que você não faz com frequência. Essa novidade dará ao seu cérebro combustível para fazer novas ligações neurais e, consequentemente, melhorar a sua inteligência.

9. Administre seu tempo online

Se você entra na internet apenas para ver vídeos engraçados, checar as redes sociais, baixar músicas e coisas assim, comece a mudar. Para ficar mais inteligente é bom você começar a assistir a palestras online, visitar páginas com conteúdos interessantes e que estimulem o seu desenvolvimento pessoal e profissional. Nainternet há muito lixo – muita porcaria mesmo! – que parece ser muito mais atraente; no entanto, trata-se de conteúdo que não ajudará no desenvolvimento de sua inteligência. Quer ficar mais inteligente? Então, administre o seu tempo quando estiver online.

10. Dê um tempo para seu cérebro

Um computador precisar ser desligado – ou colocado em repouso – quando passa horas processando informações. Então, saiba que seu cérebro também precisa ser colocado em repouso. Isto é, dê uma folga ao seu cérebro de vez em quando. Isso faz com que ele descanse e silenciosamente colocar as informações em ordem na cabeça. Você pode simplesmente deixar o cérebro viajar enquanto faz algo diferente. Ou seja, ao sair para caminhar observe as cosias, as pessoas, as situações… Não pense no trabalho, nos estudos, no que leu, no que fez ou deixou de fazer! Deslique-se dessas ccoisas e deixa o cérebro curtir o momento.
Conteúdo completo : 

Quantas palavras você fala por minuto? - Tenha muita calma e paciência! Dedique-se! Pratique! E você certamente chegará lá.


De acordo com os ELT Professionals – profissionais que levam a sério este negócio de dar aulas de inglês – uma conversa (diálogo) comum, entre falantes nativos da língua inglesa, ocorre com uma velocidade com cerca de 190 a 210 palavras por minuto (isto dá uma média de 3 palavras por segundo). Uma simples sentença como “I don’t think this is right” pode ser dita em incríveis 1,26 segundos ou menos (0,94 segundos).
Meu conselho é: Tenha muita calma e paciência! Dedique-se! Pratique! E você certamente chegará lá.
Lembre-se, porém, do seguinte: um estudante de inglês que queira atingir um bom nível de fluência e ser capaz de conversar com competência em inglês deverá procurar falar pelo menos 100 palavras por minuto (1,66 palavras por segundo) e estar preparado para entender 160 a 200 palavras por minuto (2,66 palavras por segundo).
O que fazer então para atingir este nível?
1) Escute muito! Treine bastante seus ouvidos! Torne-se um bom ouvinte tanto em português quanto em inglês. Se você não é bom ouvinte nem em português, então não será em nenhuma outra língua do mundo!
2) Leia textos em voz alta. Calibre aí o microfone do seu computador e grave-se lendo um texto. Salve este arquivo para comparar com gravações posteriores. O primeiro texto deverá ser guardado para servir de parâmetro. Procure sempre aumentar a velocidade. Ah sim, procure pegar um texto que tenha uma média de 100 palavras. Você estará chegando à perfeição quando conseguir ler as 100 palavras em torno de 1 minuto.
3) Baixe um arquivo de aúdio na internet e faça uma atividade chamada de voice-over. Ou seja, enquanto o narrador estiver falando procure falar junto com ele. Tente primeiro acompanhar o locutor com a ajuda do texto (script) e depois procure fazer de memória. Isto exige prática, dedicação e esforço. O resultado, porém, é fantástico! Vale a pena! Acredite!
Em resumo! Pratique o quanto puder!
Texto completo visite:   Ingles na ponta da lingua.

13/03/2015

Como aprender Inglês sozinho ?

Para aprender é preciso ser extremamente disciplinado 

e persistente. 

Não basta ter só a vontade de querer aprender inglês. 

Essa vontade tem de se transformar em atitudes,  hábitos, 

metas etc.

O que realmente importa é saber ter uma  atitude positiva, 

manter o foco e seguir em frente! 

Dedicação, motivação, empenho, persistência etc., 

é de graça e isso a gente usar o quanto quiser.






Leia o artigo completo:

Como Aprender Ingles Sozinho?


10/03/2015

Who You Are : A Message To All Women

Atenção !



Se você aí da não vou esse vídeo, por favor, invista tempo 

porque é cura pra sua vida!









Lembrar Palavras, Memorizar Palavras - Técnica de Memorização em Inglês


A dica é bem simples! Mas, trata-se de algo super eficiente para você exercitar a memória e assim ir desenvolvendo o conteúdo de inglês que você aprende: vocabulário, expressões, gramática etc. Indo direto ao assunto a dica é: escreva histórias em inglês.
Escrevendo em InglêsOs estudos revelam que uma das maneiras de ajudar o cérebro a fixar estruturas gramaticais, palavras e expressões novas é escrevendo uma história. Ao escrever uma história –pode ser uma bem curtinha – você estará ajudando seu cérebro a usar aquilo que você já aprendeu. Além disso, você também vai identificar pontos onde deve melhorar e o que já andou esquecendo e, portanto, deverá dar um pouco mais de atenção. Enfim, ao escrever uma história você mantém o seu cérebro ativa em todos os sentidos e isso estimula a parte do cérebro responsável pela retenção (memorização) das coisas que aprende.
Ao escrever a história evite ficar correndo para o dicionário para ver como é tal palavra. Escreva sua história normalmente e quando surgir uma palavra que você não sabe, escreva-a entre parênteses e deixe um espaço para poder anotá-la depois. Não interrompa o fluxo criativo. Siga em frente e depois você volta para poder melhorar o que fez.
Depois que escrever seu pequeno texto, deixe passar um dia ou dois e reveja o que você escreveu. Aí, se quiser, faça alterações se quiser! Certamente, você fará alterações e avaliará como está o seu inglês. Experimente fazer isto com certa frequência. Seu cérebro certamente agradecerá e seu inglês melhorará consideravelmente com o tempo.
Muito melhor assim do que perder tempo decorando estressantes listas sem sentido!
Conteúdo completo --- Visite : Inglês na ponta da língua - Denilson de Lima




08/03/2015

Aprender Inglês é fácil.

Difícil aprender inglês? Não mesmo.


Aprender inglês para muitos parece complicado, para outros fácil demais. 
Por que as pessoas têm dificuldades de aprender um novo idioma? 
Simples, porque primeiro elas pensam na língua nativa, buscam as palavras, para depois tentar forma a frase em inglês. 
Procure aprender por associação, você vê a figura, lê e grava. 
Ta certo que adiante no estudo tem a parte aonde você traduz, mas até lá você faz uma série de exercícios por associação de palavra x imagem x som. 

Assista esse vídeo: 


Greetings in English - Cumprimentos, saudações e despedidas em Inglês


Saudações - Português para Inglês






Vai algumas sugestões adicionais:

- How are you? / Como vai/está você?
- How's it going? / Como vão as coisas?
- How've you been? / Como tem passado?
- What's up? / E aí?
- What's going on? / E aí?
- What've you been up to? / O que tem feito?

Good evening (Boa noite - em saudações)
Good night (Boa noite - em despedidas)
Welcome (Bem-vindo)
Nice to meet you (Prazer em conhecê-lo.)
It's been a long time. (Já faz muito tempo!)
Good Bye, Bye-bye ou Bye (Tchau, adeus)
So long (Até mais)
See you later(Até logo)
Have a nice day(Tenha um bom dia)


Hello = Oi/olá formal
Hallo = Oi/olá formal
Hi = Oi/olá informal entre amigos
I'm fine/all right, and you? = Bem, e você?
Take care! = Se cuida?
Regards! = Saudações!
Cheers! = Saúde!
See you soon! = Até breve!
See you tomorrow! Até amanhã!

Nice to meet you too = Prazer em conhecê-lo também.
So, bye, bye! = Então tchau!
Excuse me = Com licença
Can you speak slowly, please? Pode falar mais devagar, por favor?
That's all right = Não foi nada.
You're welcome = De nada.
Have a good weekend! = Tenha um bom final de semana!
no problem = não há problema
it's OK ou that's OK = tudo bem

Long time no see ! = há quanto tempo não te vejo !
BRB= Be right Back= volto já .






Estratégias de Leitura - Reading Strategies - English

A compreensão do texto dispensa a tradução palavra por palavra. O uso excessivo do dicionário implica em perda de tempo. É necessário o uso constante de raciocínio para analisar, deduzir e concluir satisfatoriamente. Sempre que você ler um texto instrumental, no caso um texto em língua estrangeira, deve:

1 – Não usar o dicionário neste primeiro momento.
2 – Atentar para a apresentação visual do texto.
3 – Atentar para o título do texto (há sempre uma correlação entre título e assunto do texto).
4 – Fazer um “brainstorm” do título (todos os possíveis assuntos que podem aparecer no texto), utilizando o seu “previous knowledge” (o que você sabe sobre o assunto).
5 – Fazer uma previsão dos possíveis assuntos a serem tratados no texto (“Prediction”).
6 – Ler o texto do começo ao fim, partindo do geral para o específico, atentando para:
6.1 – as palavras transparentes (“cognate words”).
6.2 – as palavras conhecidas (palavras que você já sabe em inglês).
7 – Inferir as palavras apenas pelos seus contextos, sem a ajuda de um dicionário.
8 – Depois de ter lido todo o texto, você deve ler cada parágrafo novamente, atentando para o tópico frasal de cada parágrafo.
9 – Você deve usar o dicionário apenas para entender as palavras mais importantes de cada parágrafo.













        Dependendo do objetivo da leitura, você deverá distinguir três níveis de compreensão:

1 – General comprehension: É obtida através de uma leitura rápida para se captar as informações genéricas do texto, ou seja, o que é de maior relevância para o texto.

2 – Main points comprehension: A leitura dos pontos principais exige que nos detenhamos com maior atenção na busca das informações principais do texto, observando cada parágrafo para identificar os dados específicos que mais interessam ao leitor.

3 – Detailed comprehension: Este tipo de leitura é mais profundo que os anteriores. Exige a compreensão dos detalhes do texto e demanda, por isso, muito mais tempo. Deve ser cuidados, especialmente quando aplicada em instruções operacionais de equipamentos, experiências, etc., de modo que seu funcionamento seja preciso e seguro.

        Maior sucesso terá o leitor no estudo do texto se fizer uso de algumas estratégias de leitura, bem como todas as dicas que o próprio texto proporciona. Conheça a seguir alguns desses elementos.

1 – SKIMMING:

 Estratégia que consiste em lançar os olhos rapidamente sobre o texto, buscando captar o assunto geral apenas, se este for o objetivo da leitura.

2 – SCANNING:

 É uma estratégia de leitura não-linear em que o leitor busca objetivamente localizar as informações em que está interessado. Através do “scanning” o leitor é objetivo e seletivo e nem sempre precisa ler o texto todo.
Exemplo: procurar no texto nomes próprios, datas, lugares, etc.

3 – COGNATES (TRANSPARENT WORDS):

Muito comuns na língua inglesa, os cognatos são termos de procedência grega ou latina bastante parecidos com o Português tanto na forma escrita como no significado. Seria interessante o aluno notar que os cognatos podem ser:

Idênticos: radio, piano, hospital, nuclear, social, etc.,
Bastante parecidos: gasoline, inflation, intelligent, population, history, etc.,
Vagamente parecidos: electricity, responsible, infallible, explain, activity, etc.

4 – REPEATED WORDS:

Quando certas palavras aparecem várias vezes no texto, mesmo com formas diferentes (exemplo: socialism, social, socialist, socialize...), normalmente são importantes para a compreensão. As palavras repetidas aparecem especialmente na forma de verbos, substantivos e adjetivos e nem sempre são cognatas.

5 – TYPOGRAPHY:

As marcas tipográficas são elementos, que, no texto, transmitem informações nem sempre representadas por palavras. Reconhecê-las é um auxílio bastante útil à leitura.
Ex: negrito maiúscula, sinais de pontuação, distribuição do texto na página (você poderá perceber se é poesia, propaganda, diálogo, etc.

6 – KEY WORDS:

As palavras-chave são aquelas que estão mais de perto associadas especificamente ao assunto do texto, podendo aparecer repetidas e algumas vezes na forma de sinônimos. A identificação das “key words” através do “skimming”, leva-nos a ter uma visão geral do texto.

7 – PREDICTION / INFERENCES

 É a atividade pela qual o aluno é levado a predizer, inferir o conteúdo de um texto através do título ou de outros elementos tipográficos, como ilustrações (Non-verbal information) por exemplo. Sendo uma atividade do tipo pré-leitura, a “prediction” contribui para estimular o interesse e a curiosidade do aluno pelo conteúdo de um texto que o tópico sugere.

        Quanto mais cultura geral (“background Knowledge” ou “Schemata”) tiver o leitor, mais fácil será a sua “prediction”. Tomemos como exemplo o títuloECOLOGIA. Um leitor com um conhecimento razoável poderia ordinariamente predizer sobre o assunto listando palavras como: Meio ambiente / poluir / desastroso / poluentes / matar / devastação / poluição / florestas tropicais / animais em extinção / proteger / protestos / chuva ácida / produtos químicos / natureza / reflorestar / envenenar, etc.
         Estas palavras poderiam até não fazer parte do texto, mas é muito provável que façam.
Observe agora o mesmo título em inglês e avalie o grau de dificuldade comparando com aquele em português: ECOLOGY.
Environment / to pollute / disastrous / pollutants / to kill / to devastate / acid rain / nature, etc.


(....)

LER PODE SER AGRADÁVEL E ENRIQUECEDOR. SIGA O ESQUEMA ABAIXO:

1 – EXAMINE O TÍTULO

2 – EXAMINE: ILUSTRAÇÕES, SUBTÍTULOS, GRÁFICOS, DIAGRAMAS E TABELAS.

3 – IDENTIFIQUE: ITÁLICOS, SÍMBOLOS, COGNATOS, PALAVRAS REPETIDAS.

4 – SELECIONE: PRIMEIRO E ÚLTIMO PARÁGRAFOS, PRIMEIRA LINHA DE CADA PARÁGRAFO.

5 – LEIA O TEXTO TODO, USANDO TODAS AS INFORMAÇÕES QUE VOCÊ JÁ ADQUIRIU DO MESMO, TENTANDO RECONSTRUÍ-LO DE MANEIRA COERENTE E EFICIENTE.

Mais informações : Professora Ludmila Clemente




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

activities (183) alegria (67) amor (123) ano novo (28) Bayeux (87) coração (74) Cristo (62) Deus (302) ebook (23) english (605) feliz (90) fundamental II (14) grammar (53) ingles (560) inglês (384) Jesus (355) lingua inglesa (516) Maria (101) neidefbg (41) neidinha franca (39) oração (69) paz (59) pb (62) professor (27) teacher (55) teaching (33) tips (181) worksheets (91)

Facebook

Arquivo do blog