15/12/2010

“Cidade dos cornos”: historiador desmistifica título recebido por Bayeux e explica origem da galhofa

O município de Bayeux ganhou ao longo dos anos o depreciativo título de “cidade dos cornos” que além de denegrir a imagem da cidade já causou muitos constrangimentos morais à sua população. Poucas pessoas, até mesmo do próprio município, desconhecem a verdadeira origem da famigerada galhofa.

Existem várias “teses” deturpadas que explicam o termo. O portal entrevistou o historiador de Bayeux e colunista do site, Ariosvaldo Alves, que revelou a verdadeira procedência do adjetivo atribuído ao município.


- Apesar de muitos dignificarem a história progressiva de Bayeux, colocando-se hoje entre as cinco mais desenvolvidas dentre as 223 cidades do Estado da Paraíba, encontra-se ainda denegrida com a galhofa do vício de linguagem ou malícia, caminhando e ouvindo adjetivos vulgares em termos depreciativos da palavra cangalha para cangaia.




O barbarismo ortográfico dos deturpadores foi além de uma ultracorreção até chegar à maldosa denominação de “Cidade de Corno”. Designaram de “cangaia” a rua Antônio Ferreira, popularmente conhecida como rua da Cangalha por motivo do trabalho árduo de mulheres que enfrentavam o preconceito da época, confeccionando esteira, manga de garrafa e cangalha para burro de carga.



Esses produtos considerados de boa qualidade ganharam fama, vindo a ser vendido inclusive para outros Estados. Como também ganhou fama o adjetivo da Rua Antônio Ferreira, tomando proporção de cidade. De Rua da cangaia, passou a cidade da cangaia. Daí veio o termo depreciativo criado pelos maliciosos que não a amam e não conhecem sua história.

Ariosvaldo Alves

Historiador



Fonte : Bayeux em foco

Arquivo do blog

Grupo - Inglês - Atividades escolares, Apostilas, Dicas, Planos de aula, etc