29/09/2011

UEPB - TEORIAS LINGUÍSTICAS II : Pensar é transgredir.

Tá chegando o dia de entregar minhas atividades na UEPB... está ficando dificil conciliar o curso... o trabalho... as atividades diárias... vou caminhando espero conseguir alcançar meu objetivo.
Abaixo um fragmento de uma das atividades que tenho que entregar dia 30/09/2011.

“Tudo é ousado para quem a nada se atreve”........Fernando Pessoa
******************************************

Leia com atenção este fragmento de um texto de Lya Luft no qual ela nos convida a pensar para fugir da mesmice.

Pensar é transgredir

Não lembro em que momento percebi que viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos _ para não morrermos soterrados na poeira da banalidade embora pareça que ainda estamos vivos. Mas compreendi, num lampejo: então é isso, então é assim. Apesar dos medos, convém não ser demais fútil nem demais acomodada. Algumas vezes é preciso pegar o touro pelos chifres, mergulhar para depois ver o que acontece: porque a vida não tem de ser sorvida como uma taça que se esvazia, mas como o jarro que se renova a cada gole bebido.Para reinventar-se é preciso pensar: isso aprendi muito cedo. Apalpar, no nevoeiro de quem somos, algo que pareça uma essência: isso,mais ou menos,sou eu.Isso é o que eu queria ser,acredito ser, quero me tornar ou já fui.Muita inquietação por baixo das águas do cotidiano.Mais cômodo seria ficar com o travesseiro sobre a cabeça e adotar o lema reconfortante: “Parar pra pensar,nem pensar!” [...] LUFT, Lya. Pensar é transgredir. Rio de Janeiro: Record,2005.p.21

1. Observe que o texto apresenta opiniões da autora sobre a vida. (2.0)
a)Segundo ela, como é possível “uma permanente reinvenção de nós mesmos”?
b)Como se pode interpretar o título “Pensar é transgredir”?

2. Assinale abaixo o período a que faz referência o pronome isso no 2º parágrafo do texto: “[...] então é isso [...]” (1.0)
a) “Para reinventar-se é preciso pensar” 3º parágrafo;
b) “viver deveria ser uma permanente reinvenção de nós mesmos.” 1º parágrafo;
c) “Apalpar no nevoeiro de quem somos, algo que pareça uma essência...” 4º parágrafo.

3. A conjunção porque, também no 2º parágrafo, acrescenta uma condição ou uma explicação em relação à oração anterior? Justifique. (1.0)


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Marcadores

activities (201) alegria (67) amor (123) ano novo (28) Bayeux (88) coração (74) Cristo (62) Deus (302) ebook (27) english (674) feliz (90) fundamental II (14) grammar (54) ingles (567) inglês (440) Jesus (355) lingua inglesa (518) Maria (101) neidefbg (41) neidinha franca (39) oração (69) paz (59) pb (63) professor (30) teacher (68) teaching (43) tips (183) worksheets (99)

Facebook

Arquivo do blog